Casa de Apoio Madre Ana inaugura biblioteca e brinquedoteca

Na próxima quarta-feira (9), após missa e homenagem aos apoiadores da Casa de Apoio Madre Ana, duas áreas serão inauguradas: a nova brinquedoteca, totalmente reformada; e uma biblioteca, chamada Jardim das Letras, que já conta com mais de cinco mil exemplares de livros para leitura.

A biblioteca foi uma iniciativa liderada pela jornalista Tânia Carvalho, que fez uma grande campanha de arrecadação de livros. A ela, juntou-se a bibliotecária Graça Lubisco Leães, que é a responsável pela catalogação e organização de todos os livros. O espaço conta, ainda, com o apoio de um grupo de voluntárias da Santa Casa de Porto Alegre (RS). Serão mais de cinco mil livros à disposição de todos os hóspedes da Casa de Apoio e aos mais de sete mil colaboradores da Santa Casa. A concretização do projeto só foi possível graças ao apoio das empresas doadoras: Madesa, Luzes do Mundo, Dufrio, Sherwin-Williams, Manjabosco Décor, Grosser, Nogueira e Cia., Cleverson Pisetti e NaveComunica. O projeto é da LT Arquitetura e Urbanismo e a execução ficou sob responsabilidade do setor de Engenharia da Santa Casa.

Já a brinquedoteca da Madre Ana foi totalmente reformulada. Através do apoio de uma doadora anônima e da arquiteta Cristina Leal – que desenvolveu o projeto, coordenou a obra e também agregou outros parceiros – foi possível criar um ambiente lúdico para as crianças hospedadas usufruírem enquanto passam pelo tratamento médico. O novo espaço conta com o o apoio da Estrela, Inmed, Luzes do Mundo, Todeschini, Irene Missiaggia, Textura, Schwalm Estofados, Olga Velho, Juliana Druke Souto e Karla Johannpeter.

Casa de Apoio Madre Ana

Em seu segundo ano de funcionamento, o espaço proporciona acolhimento e convivência para pacientes da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre e seus familiares, oriundos de outras cidades e estados. Desde a sua inauguração, a casa já recebeu mais de 1.500 pessoas, sendo 60% provenientes de fora do Rio Grande do Sul. Santa Catarina e Paraíba são os estados com maior representatividade na Casa. Em sua maioria, são crianças com doenças do coração, com necessidade de transplante ou com câncer.  A Casa de Apoio Madre Ana oferece, sem custos, hospedagem, cinco refeições diárias, material de higiene pessoal, roupas de cama e banho, além de acompanhamento social e conforto espiritual. O custeio para o seu funcionamento depende exclusivamente de doações de empresas e pessoas físicas.  São 30 vagas disponíveis até o momento, porém, conforme o apoio da sociedade aumentar, este número poderá ser ampliado, além de promover melhorias nos espaços de convivência da Casa.

Inaugurada em maio de 2016, a residência, localizada no Centro da Capital gaúcha, foi doada à Santa Casa pelas Irmãs Franciscanas da Penitência e Caridade Cristã. Com um novo propósito, serve de lar para familiares e pacientes que não possuem condições de se hospedar na região e estão em tratamento na Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre. A iniciativa foi fruto de uma ideia capitaneada pelo cirurgião cardiovascular e diretor médico do Hospital São Francisco, Fernando Lucchese, que, ao presenciar a situação de muitos pacientes que recebia de fora de Porto Alegre e do Estado, percebeu a urgência de criar um espaço para recebê-los. “Pouquíssimos hospitais no Brasil realizam cirurgias cardíacas pediátricas e muitas crianças são enviadas aqui para a Santa Casa, por sermos um centro de referência. Esta é apenas uma das situações em que recebemos pacientes que vem de muito longe e não tinham onde permanecer durante o tratamento”, lembra Lucchese, que atualmente é presidente do Conselho Provedor da Casa de Apoio Madre Ana. O prédio de quatro andares iniciou as operações com a mobília e estrutura já existentes e, aos poucos, busca as melhorias necessárias para qualificar e ampliar as condições locais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.