Decoração junina alegra ambiente do Hospital Estadual Materno-Infantil

25

O clima junino tomou conta do Hospital Estadual Materno-Infantil Dr. Jurandir do Nascimento (HMI), em Goiânia (GO). Durante todo esse mês, bandeirolas, balões, ilustrações de caipirinhas e chapéus se destacam nos corredores, recepção e sala de espera da unidade.

Organizado pelos setores de Psicologia e Assistência Social, e na impossibilidade de fazer uma festa para evitar aglomeração, a iniciativa trouxe aos colaboradores a delícia das comidas típicas. Pipoca, amendoim e amendoim doce, foram entregues para cada colaborador em seus setores de trabalho.

Toda a decoração foi doada pela família da coordenadora do setor de Psicologia, Flávia Zenha. A família Zenha realizava quadrilha todos os anos. Com o cenário de pandemia do coronavírus e o isolamento social, a família não pôde realizar a festa e achou melhor doar os enfeites para alegrar os colaboradores e pacientes do HMI. A solidariedade não foi apenas na parte decorativa. O senhor Nilton de Melo, também da família, ainda doou um saco de 25 Kg de Milho de Pipoca, que o setor de nutrição preparou.

Os motociclistas do grupo Metralha Brasil Moto Clube estão sempre envolvidos em atividades de humanização com intuído de promover o bem a todos e espalhar felicidade por onde passam. Eles doaram 100 saquinhos de amendoim caramelizados e 100 garrafinhas, decoradas com tema junino, com amendoim torrado e salgado aos colaboradores do HMI.

As colaboradoras Maria de Lourdes dos Santos e Eliana de Carvalho ficaram felizes com a ação. “Estamos acostumados a ter comemoração junina, todos os anos. Até pensei que fosse passar em branco esse ano, devido à situação. Foi uma ótima surpresa”, disse Maria de Lourdes. “Com atitudes como essas, sentimos o carinho e afeto que as pessoas tem com quem trabalha no hospital. Só tenho que agradecer pela lembrança. A decoração ficou linda!”, concluiu Eliana.

“A festa junina é tradicional e o colorido da decoração, além de humanizar o ambiente hospitalar, traz descontração e alegria aos colaboradores e pacientes. São pequenos gestos de solidariedade e atenção que faz com que sejamos mais unidos e nos proporcionam momentos de alegria”, pontuou a psicóloga Flávia Zenha.