Doenças cardiovasculares são líderes de mortalidade no Brasil

Nesta segunda-feira (8), é celebrado o Dia Nacional de Combate ao Colesterol, data que busca a conscientização e prevenção de doenças cardiovasculares. O colesterol é um tipo de gordura essencial na manutenção de funções do organismo, mas em níveis elevados pode ocasionar infarto, acidente vascular cerebral (AVC), entre outras doenças.

Para alertar sobre os ricos e propagar informações corretas sobre o colesterol, a Pró-Saúde, uma das maiores entidades filantrópicas de gestão hospitalar do país, desenvolveu um Quiz especial sobre o tema. CLIQUE AQUI e teste o seu conhecimento!

Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), as doenças cardiovasculares são líderes de mortalidade no Brasil. Cerca de 14 milhões de brasileiros possuem alguma doença no coração e o órgão estima que mais de 380 mil pessoas morrem por ano em consequência dessas doenças, ou seja, 30% de todos os óbitos no país.

Apesar dessas complicações, o colesterol também traz benefícios ao corpo, isso porque existem dois tipos. O primeiro é chamado de HDL (do inglês, Low Density Lipoprotein), considerado como colesterol “bom”, que previne o acúmulo de gordura no corpo, sendo produzido pelo fígado e obtido por meio da alimentação.

Já, o LDL (do inglês, High Density Lipoprotein), tipificado como um colesterol “ruim”, é obtido através de uma alimentação rica em gordura saturada e trans, que são acumuladas nas artérias, aumentando as chances do surgimento de doenças que podem ocasionar infarto e AVC.

Principais formas de prevenção

As doenças cardiovasculares são os principais problemas de saúde dos usuários atendidos nas Unidades de Pronto Atendimento (UPA) da área de urgência e emergência, segundo dados da Secretaria de Vigilância em Saúde, do Ministério da Saúde.

Por isso, Gisele Abud, diretora Técnica da UPA Zona Leste, em Santos, alerta sobre a importância do cuidado com a alimentação e consumo de alimentos relacionados ao bom colesterol. O serviço integra a rede pública de saúde e funciona de forma contínua, 24 horas por dia, todos os dias da semana.

“Para que o corpo possa aproveitar o HDL, é necessário consumir gorduras boas encontradas em alimentos como o abacate, linhaça e vegetais. Suco natural de uva roxa e alimentos ricos em ômega 3, como sardinha e salmão, também são uma excelente opção para complementar uma dieta rica em colesterol saudável”, explica a profissional da unidade, que é gerenciada pela Pró-Saúde no litoral paulista.

Além disso, adotar hábitos mais saudáveis, como parar de fumar, ingerir bebidas alcoólicas moderadamente e fazer exercícios físicos de forma regular também são essenciais para a prevenção. Caso essas mudanças de estilo de vida não sejam suficientes para o controle do colesterol, é necessário fazer uso de medicamentos específicos, mediante indicação médica.

Gisele destaca ainda a importância em acabar com tabus acerca do colesterol. “Muitos acreditam que o descontrole do colesterol ocorre apenas em pessoas mais velhas e obesas. Entretanto, já existem crianças que apresentam este desbalanceamento devido à mudança na base da alimentação, que passou a ser industrializada”, enfatiza.

“Outro fator importante é que, na maioria dos casos, o colesterol alto não apresenta sinais ou sintomas. Por isso, qualquer pessoa pode apresentar essa condição, tornando ainda mais importante a realização de exames periódicos e acompanhamento médico”, completa a médica.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.