Doutores da Alegria levam São João aos hospitais públicos de São Paulo

Oito hospitais públicos de São Paulo receberão este ano o São Joãozinho dos Doutores da Alegria, de 6 de junho a 4 de julho. Em cortejo pelas alas ou apresentando-se nas áreas comuns das unidades de saúde, os besteirologistas aproximam pacientes, acompanhantes e profissionais de saúde em torno dos tradicionais festejos e brincadeiras juninos.

A agenda contempla os seguintes locais e datas, sempre durante as manhãs: ITACI ( 6 de junho), Hospital Santa Marcelina (7 de junho), Hospital do Mandaqui (13 de junho), Hospital Universitário (14 de junho), ICR (20 e 27 de junho), Hospital do Grajaú (21 de junho), Hospital do Campo Limpo (28 de junho) e Hospital do M’Boi Mirim (4 de julho).

O arraial deste ano terá algumas novidades. Serão 10 atores em cena, além do Trio Glicérides, composto por artistas tocando zabumba, sanfona e triângulo, numa referência ao típico forró pé-de-serra nordestino. No repertório, além de canções populares típicas, haverá ainda composições autorais do próprio elenco.

Para valorizar a cultura caipira e das duplas de viola, o roteiro prevê ainda um ‘show de calouros’, que vai reunir palhaços e profissionais de saúde, com direito à juri e prêmio de “um milhão”. E um grande baile para encerrar cada apresentação.

O São Joãozinho surgiu em 2011, na sede pernambucana da associação, no Recife, onde a tradição do forró de São João é bastante presente. A partir do ano seguinte, passou também a ser realizado em São Paulo e no Rio de Janeiro, por meio do projeto Plateias Hospitalares, com a realização do cortejo junino pelos grupos artísticos que atuam nas unidades de saúde cariocas a partir de seleção e curadoria dos Doutores da Alegria.

Doutores da Alegria

Organização da sociedade civil sem fins lucrativos que introduziu a arte do palhaço no universo da saúde, intervindo junto a crianças, adolescentes, profissionais de saúde e outros públicos em situação de vulnerabilidade e risco social em hospitais públicos.

A partir destas intervenções a associação amplia canais de diálogos reflexivos com a sociedade, compartilhando o conhecimento através de formação, pesquisa, publicações e manifestações artísticas, contribuindo para a promoção da cultura e da saúde e inspirando políticas públicas e democráticas para o desenvolvimento social sustentável.

A associação conta com um elenco de artistas e profissionais empenhados na construção de um novo olhar para a saúde e já realizou mais de 1,7 milhão de visitas desde 1991, ano em que foi criada pelo ator Wellington Nogueira. Em 2016, a partir de uma nova governança, estabelecemos uma tarefa institucional que propõe a arte como um direito de todos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.