Evento discute complicações e sequelas do tratamento do câncer de cabeça e pescoço

Visando discutir esse tipo de neoplasia, o Instituto de Oncologia do Paraná realiza no dia 22 de julho, às 19h, o Fórum de Debates de Cabeça e Pescoço com o tema ‘Sobreviventes do Câncer da Cabeça e Pescoço – Complicações e Sequelas relacionadas ao Tratamento’. Em formato digital, o evento é destinado a oncologistas clínicos, cirurgiões oncológicos, radiologistas, residentes, equipe multiprofissional e demais profissionais da saúde.

“Este Fórum tem como objetivo repensar a desintensificação dos tratamentos, sem perder de vista o controle oncológico, ou seja, diminuindo dose de radiação, trocando ou omitindo quimioterapia, realizando cirurgias menos invasivas e otimizando tratamento adjuvante. Nas últimas décadas, houve diminuição na idade e no perfil dos pacientes com câncer de cabeça e pescoço, hoje vemos pessoas abaixo dos 50 anos, não fumantes, sem histórico com abuso de álcool, porém com HPV positivo (papiloma vírus), destaca a oncologista clínica Rosane do Rocio Johnsson, do Instituto de Oncologia do Paraná, uma das coordenadoras do evento.

A palestra de abertura será ‘Complicações relacionadas ao tratamento do Câncer da Cabeça e Pescoço’, com a cirurgiã de cabeça e pescoço Fátima Cristina Mendes de Matos. A médica é Coordenadora do Serviço de Cirurgia de cabeça e pescoço da Universidade Federal de Pernambuco – UPE e atua no Real Hospital Português de Beneficência em Pernambuco (RHP).

Em seguida, Jonathan Azevedo Melo, médico radiologista do Real Hospital Português de Pernambuco, aborda ‘Complicações relacionadas à radioterapia, como prevenir e tratar’.

A cirurgiã de cabeça e pescoço Paola A. G. Pedruzzi, do IOP, que também coordena o Fórum, discute sobre ‘Abordagem integrativa no Manejo das Complicações’. Dra. Paola é cancerologista, mestre em Oncologia, tem especialização em Medicina Paliativa pelo Instituto Paliar, de São Paulo. Participa do Integrative Medicine Clinical Observer Program, do Departamento de Medicina Integrativa MD Anderson Cancer Center em Houston, Texas, EUA, do Programa de Observação do Departamento de Medicina Integrativa do Memorial Sloan-Kettering Cancer Center, MSKCC, Nova York.

Encerrando a programação do evento, Roberta Zanicotti, debate sobre ‘Reabilitação protética dos mutilados faciais’. Graduada em Odontologia pela Universidade Federal do Paraná, é pós-doutora em Odontologia, membro do corpo clínico do Serviço de Cirurgia Bucomaxilofacial do Hospital Erasto Gaertner. Atua no manejo odontológico de pacientes oncológicos, com ênfase na reabilitação com próteses bucomaxilofaciais.

Após cada palestra haverá espaço para perguntas e respostas ao vivo e on-line, comandado pelos debatedores: Daniel Neves (radiologista do Oncoville), Rosane do Rocio Johnsson (oncologista clínica) e Izabella Costa Santos (do Instituto Nacional de Câncer – INCA).

Inscrições gratuitas e vagas limitadas: www.sympla.com.br/forum-de-debates-iop-cabeca-e-pescoco__1246229

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.