Família Vontobel oficializa doação ao Hospital Nora Teixeira

A Família Vontobel, representada pelo patriarca João Jacob Vontobel e Elone Maria Schneider Vontobel, acompanhados dos filhos Ricardo e Rodrigo e das noras Scheila e Caroline, oficializaram nesta semana a doação de R$ 10 milhões em apoio à construção do Hospital Nora Teixeira, de Porto Alegre (RS), que deve iniciar suas atividades assistenciais ainda em 2022.

Na ocasião, o provedor da Santa Casa, Alfredo Englert, exaltou a generosidade do ato da família Vontobel, expressando gratidão e reconhecimento pela confiança na instituição. Com este aporte de recursos, somados aos apoios anteriores e um impulso fundamental do casal Alexandre Grendene e Nora Teixeira, o empreendimento já conta como R$ 180 milhões de recursos captados dos R$ 255 milhões necessários para a sua conclusão.

Alfredo Englert destacou ainda a importância do novo hospital para a sustentabilidade da instituição a longo prazo, como fonte geradora de receitas para o equacionamento do déficit gerado pelo atendimento ao Sistema Único de Saúde, além da nova emergência exclusiva ao sistema público.

Como forma de expressão perene ao apoio recebido, o patriarca João Jacob Vontobel dará nome ao sétimo andar do Nora Teixeira, onde estará localizado um dos mais modernos serviços de Ortopedia e Traumatologia do estado.

Hospital Nora Teixeira

Nova unidade assistencial da instituição, o Hospital Nora Teixeira terá importância estratégica para a sustentabilidade da instituição, gerando receitas fundamentais para o equacionamento do déficit gerado pelo atendimento ao SUS.

O Hospital Nora Teixeira, cuja construção foi viabilizada através da captação de recursos junto à comunidade gaúcha, abrigará, entre muitas estruturas focadas na medicina de alta complexidade, 219 novos leitos com foco no atendimento privado e uma nova emergência exclusivamente para o atendimento dos pacientes SUS, com 2,4 mil m² e diversas características voltadas a qualidade assistencial e segurança do paciente, tais como:

– Aumento de leitos fixos na sala de observação com boxes individuais, dos atuais 13 para 28, sendo três de isolamento;

– Criação de dois postos de enfermagem na sala de enfermagem, garantindo atendimento mais rápido aos pacientes;

– Ampliação do número de posições de medicação, passando de 12 para 18 poltronas;

– Aumento do número de salas de acolhimento e consultórios, sendo uma sala específica para Eletrocardiografia;

– Centro de diagnóstico por imagem dedicado à Emergência, com tomografia, raios X e ecografias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.