Hospital Memorial São José realiza cirurgia urológica inédita no Norte-Nordeste

O Hospital Memorial São José, da Rede D’Or, no Recife (PE), realizou um procedimento inédito no Norte-Nordeste. A cirurgia de Urolift, procedimento urológico minimamente invasivo para implantes de grampos intra-prostáticos e desobstrução do canal prostático, foi realizada em três pacientes para tratamento de Hiperplasia Prostática Benigna (HPB). Os procedimentos foram realizados pela equipe do cirurgião urológico Tibério Moreno Jr e contou com a assistência do especialista em cirurgia urológica André Berger, que atua no hospital Moinhos de Vento, de Porto Alegre (RS) e na Universidade do Sul da Califórnia.

O Urolift é um avanço em relação às técnicas de tratamento da Hiperplasia Prostática Benigna, pois é considerado o menos invasivo do mundo para tratamento da doença. A cirurgia é realizada com anestesia ambulatorial, com leve sedação, e o paciente recebe alta no mesmo dia. “O procedimento Urolift é um grande avanço, pois os pacientes apresentam dor mínima, recuperação rápida e não causa disfunção erétil e nem ejaculação retrógrada”, destaca o cirurgião urológico Tibério Moreno Jr. De acordo com o especialista, em dois dias os pacientes voltam às suas atividades normais.

A cirurgia é indicada para pacientes que apresentam sintomas urinários como dificuldade para urinar, que vão bastante ao banheiro e que possuem o jato urinário fraco. Também é indicado para pacientes que já tomam medicamentos para a próstata e que estão apresentando disfunção erétil e ejaculação retrógrada. Esses grupos são formados, normalmente, por homens a partir de 50 anos. O procedimento é realizado com aplicação endoscópica de grampos na uretra prostática, levando a uma abertura da próstata e, consequentemente, fazendo o paciente urinar melhor.

A Hiperplasia Prostática Benigna (HPB) caracteriza-se por um aumento da próstata que surge naturalmente com a idade na maioria dos homens. Os primeiros sintomas são a vontade frequente de urinar, dificuldade para esvaziar completamente a bexiga ou presença de um jato de urina fraco, que surgem normalmente a partir dos 50 anos. A HPB acomete cerca de 70% dos homens acima de 60 anos e 80% acima de 70 anos. Por isso é de fundamental importância o acompanhamento rotineiro com um urologista para que o tratamento seja iniciado precocemente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.