Novos conhecimentos sobre genética podem auxiliar no diagnóstico precoce de transtornos de neurodesenvolvimento

O artigo com a participação da Logos University International, UNILOGOS, com acompanhamento do Dr. Henry Oh mostra como os novos conhecimentos auxiliam prognóstico mais assertivo para transtornos de neurodesenvolvimento.

Desenvolvido com a participação Logos University International e com o acompanhamento do Dr. Henry Oh, o artigo publicado pela revista científica Cognitionis traz à tona a genética dos Transtornos de Neurodesenvolvimento como o autismo, o TDAH e a epilepsia. Em análise feita pela autora da pesquisa, a mestranda Wanessa Rodrigues, pode-se observar que a utilização de novas pesquisas na área se tornam primordiais para um maior esclarecimento e também um diagnóstico precoce.

De acordo com os estudos, muito se tem discutido recentemente, acerca da Genética e sua influência nos Transtornos de Neurodesenvolvimento, e sobre a sua alta herdabilidade, ou seja, fatores genéticos favorecem que eles ocorram, no entanto, suas origens podem estar relacionadas às alterações ou fatores de risco ambientais que acontecem nos períodos iniciais do desenvolvimento.

Apresentado na revista Cognitionis, e com revisão da professora Grasiele Reisdörfer, a pesquisa teve como objetivo o apresentar as contribuições relevantes da Genética, elucidando sobre os fatores de hereditariedade dos Transtornos de Neurodesenvolvimento, além de buscar compreender os mecanismos genéticos e neurobiológicos que participam significativamente destes transtornos.

A pesquisa em questão, acompanhada pelo Dr. Henry Oh, também reforçou a importância do desenvolvimento de pesquisas na área para melhor compreensão, possibilitando reflexões e questionamentos sobre a temática.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.