Palestra debate uso medicinal da Cannabis

O uso da Cannabis Sativa (nome científico da maconha) na área medicinal é alvo de controvérsias e divide opiniões. Sua plantação para fins medicinais é liberada em oito países, como, por exemplo, EUA e Chile. Com o intuito de debater avanços na legislação e os tratamentos já realizados com a Cannabis, a UNINASSAU Digital realiza palestra on-line no dia 10 de maio, às 20h, com o farmacêutico e doutor em Desenvolvimento e Inovação Tecnológica em Medicamentos, Umberto Sousa Jr.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), os dois principais derivados da cannabis para uso em tratamentos de doenças são o Canabidiol (CBD), que contém propriedades analgésicas, sedativas e anticonvulsivas; e o Tetrahidrocanabidiol, que funciona como antidepressivo e estimulante de apetite. No Brasil, existe o Projeto de Lei n° 4776 (2019) do Senado Federal, que dispõe, dentre alguns pontos, sobre a produção da planta para fins medicinais. Porém, desde 2016, a mesma já possuí liberação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para ser importada e utilizada no tratamento da esclerose múltipla.

De acordo com a vice coordenadora do curso de Farmácia da UNINASSAU Digital, Fernanda Gomes, é fundamental debatermos o tema e, assim, desmistificar o uso medicinal da Cannabis. “Temos o exemplo de diversos países que já não incriminam o uso do Cannabis de forma medicinal, e muitos outros, como o nosso, avançam para não haver mais um empecilho no caminho de pacientes que necessitam dessa substância”, ressaltou.

Os interessados podem se inscrever no site de extensão da UNINASSAU. Os participantes receberão um link de acesso por e-mail.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.