Programa de Cirurgia Robótica do Hospital São Rafael atinge a marca de 100 cirurgias

1198

O Hospital São Rafael, de Salvador (BA), realizou no dia 15 de dezembro, aos exatos quatro meses do início do Programa de Cirurgia Robótica, a sua centésima cirurgia. Desde o primeiro procedimento realizado (prostatectomia radical ou retirada total da próstata), novas especialidades cirúrgicas, além da Urologia, vêm aderindo à utilização do Sistema Da Vinci para a realização de procedimentos de forma minimamente invasiva e robô assistida.

Cirurgias do aparelho digestivo, como pâncreas, bariátrica e colorretal, ginecológicas e, em breve, as torácicas, fazem parte da lista de procedimentos. O momento representa um marco para a história da saúde na Bahia, uma vez que não é preciso sair do Estado da Bahia para fazer procedimentos de alta complexidade e com maior precisão. Além disso, os resultados satisfatórios estimulam, ainda mais, a ampliação desse programa.

O equipamento tem quatro braços articulados que realizam movimentos de alta precisão, possibilitando a preservação de estruturas vitais do organismo: um deles possui uma câmera e os demais ficam livres para o manuseio dos instrumentos cirúrgicos. O médico, que estará na torre de vídeo visualizando imagens em 3D e com alta definição, comandará todo o procedimento, alcançando, através da tecnologia, áreas do corpo humano de difícil acesso.

Dentre os benefícios do robô, destaca-se o fato de realizar procedimentos minimamente invasivos, com maior precisão, menos dor e desconforto no pós-operatório. Além disso, é menor risco de sangramento e tempo de internação, se comparados a uma cirurgia convencional. O Hospital São Rafael integra a Rede D’Or São Luiz, grupo hospitalar que possui o maior parque robótico do Brasil.