Representante da Beleza Avon cria rede de apoio e transforma realidade de mulheres com câncer

A baiana e residente em São Paulo, Aparecida Rosa da Silva, encontrou um novo propósito para a sua vida: o de ajudar mulheres a cuidarem de si mesmas. Cyda, como é conhecida, atua na comercialização de produtos de beleza há treze anos, e foi por meio do seu trabalho como Representante da Beleza que participou de uma capacitação sobre o câncer de mama em uma organização que lida no enfrentamento à violência contra mulheres e na atenção à saúde feminina.

Inicialmente, Cyda passou a transmitir informações que aprendeu sobre o tema para suas clientes, amigas e familiares, ensinando-as a se prevenirem e a manterem seus exames médicos em dia, e a indicar ferramentas como o Ligue Câncer(*), canal de atendimento do Instituto Oncoguia e patrocinado pelo Instituto Avon para o esclarecimento de dúvidas sobre qualidade de vida e direitos de pacientes oncológicos.

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), são estimados mais de 67 mil novos casos de brasileiras com câncer de mama em 2022. Geralmente, 70% dos casos são diagnosticados tardiamente, o que aumenta consideravelmente o índice de mortalidade pela condição. Além disso, devido à pandemia de Covid-19, que dificultou o acesso ao sistema de saúde, a incidência da doença em estágios avançados aumentou de 44%, em 2019, para 56%, em 2021, segundo o Instituto Oncoguia.

Além deste projeto, a Representante da Beleza, que é embaixadora da causa na marca, aprofundou os conhecimentos sobre a importância de cuidar de si mesma. “Comecei a fazer atividade física e a estimular outras mulheres a fazerem também. Corremos todos os finais de semana e treino a noite com um grupo de pessoas”. A conscientização sobre o autocuidado foi além da saúde física. Cyda teve acesso a sessões de terapia, por meio da organização que obteve a capacitação, indicando também o serviço para vizinhas que estavam com câncer de mama.

Além disso, faz parte de um projeto de doação de perucas para pacientes oncológicos e outras doenças que provocam queda de cabelo – o Cabelegria. “A primeira vez que doei meu cabelo, fiz um vídeo e coloquei na internet. Com esse simples gesto, consegui influenciar outras pessoas e hoje são quase mil interessadas em ajudar a causa. Uma segura a mão da outra como uma corrente do bem. É muito gratificante”, conta.

Segundo ela, o trabalho como Representante contribuiu para que descobrisse que poderia ajudar outras mulheres e que era capaz de fazer a diferença no mundo, uma mudança de percepção comum entre as integrantes da força de vendas da Avon. De acordo com a pesquisa Ganhos Mensuráveis (do inglês “Measurable Gains”), 35% das profissionais que atuam na revenda de produtos da companhia passaram a sentir que possuem um papel valioso em suas comunidades após iniciarem na atividade. O levantamento foi realizado pela própria multinacional de cosméticos em parceria com a Ipsos, empresa especializada em pesquisa e inteligência de mercado, visando compreender os impactos socioeconômicos do seu modelo de negócio.

Devido ao seu desempenho no apoio mulheres com câncer de mama, Cyda foi uma das três finalistas no Prêmio Inspiradoras, realizado pela marca, para reconhecer mulheres que se destacam pela sua atuação social. Além de tudo, a Representante também realiza outros trabalhos voluntários em São Paulo, como visitas em orfanatos, e, durante a pandemia de Covid-19, reuniu grupos de pessoas para comprar sabonetes e álcool em gel para entregar à população em situação de rua. Para ela, criar redes de apoio são essenciais para encontrar encorajamento, ajuda e desenvolvimento pessoal.

(*) Para acessar o Ligue Câncer, basta discar o número 0800 773 1666.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.