Rio de Janeiro: Secretaria de Estado de Saúde repassa cerca de R$ 140 milhões a 13 prefeituras

234
Edmar Santos e Lucimar Cristina da Silva, prefeita de Paracambi, assinam convênio para investimento em saúde. Foto: Mauricio Bazilio/SES

Com um aporte de R$ 139,5 milhões, o secretário de Estado de Saúde do Rio de Janeiro, Edmar Santos, finalizou, em 4 de fevereiro, em seu gabinete, a assinatura de 13 Termos de Cooperação Técnica, liberando recursos para prefeituras reforçarem os investimentos em saúde. De acordo com o secretário, os valores foram garantidos pelo governador Wilson Witzel, em 2019, ao firmar convênio com 75 municípios. Foram beneficiadas cidades da Baixada Fluminense, Região dos Lagos, Centro Sul Fluminense, Região Metropolitana e Região Noroeste.

Os valores, de acordo com o termo firmado entre as partes, deverão ser utilizados na construção de Unidades Básicas de Saúde (UBS), de alta e de média complexidade, além da reforma e aquisição de equipamentos. As secretarias municipais deverão respeitar os projetos e apresentar os cronogramas à Secretaria de Estado de Saúde, que, mediante a uma prestação de contas sobre as obras, repassará o dinheiro.

Em dois dias, a Secretaria de Estado de Saúde reuniu prefeitos e secretários de Saúde para formalizar as parcerias. Segundo Edmar Santos, os recursos servem para qualificar os atendimentos em vários municípios, humanizando a assistência.

“No ano passado, o governador garantiu os recursos por intermédio de convênio, e estamos materializando com as assinaturas dos termos. São repasses que vão melhorar o atendimento na ponta do processo, com a construção de novas unidades, aquisição de tomógrafos, mamógrafos, oferecendo ao profissional e à população um atendimento de qualidade. Nosso foco é estar próximo ao cidadão com prestação de serviço qualificado”, destacou Edmar Santos.

Abaixo os municípios beneficiados e os valores recebidos

1-      Areal – R$ 6,1 milhões

2-      Paracambi – R$ 4,8 milhões

3-      Mendes – R$ 4,5 milhões

4-      Comendador Levy Gasparian – R$ 1,9 milhão

5-      Mesquita – 28,1 milhões

6-      Engenheiro Paulo de Frontin – R$ 5,7 milhões

7-      Nilópolis – R$ 26,3 milhões

8-      Araruama – R$ 528,5 mil

9-      Laje de Muriaé – R$ 3,8 milhões

10-    Nova Iguaçu – R$ 32,9 milhões

11-    São José de Ubá  – R$ 3,4 milhões

12-    São Gonçalo – R$ 18,6 milhões

13-    Tanguá – R$ 2,3 milhões

Deixe seu comentário