Tecnologia inovadora oferece tratamento do câncer por radioterapia com mais qualidade de vida

O tratamento do câncer envolve uma série de tecnologias e processos complexos. Pacientes que precisam fazer radioterapia contam com um forte aliado para vencer a doença: o acelerador linear, equipamento utilizado para o tratamento de neoplasias. Quando o assunto é assistência integrada e novas tecnologias, a Unidade de Oncologia do Hospital Márcio Cunha, administrada pela Fundação São Francisco Xavier, em Ipatinga (MG), sai na frente, visto que é a única do Vale do Aço, e umas das poucas no país, a contar com essa inovação.

O acelerador linear faz parte de um tripé no tratamento do câncer, junto com a cirurgia e a quimioterapia. “Ele emite radiação ionizante (de íons) que destrói as células do câncer. Pode ser usado em vários tumores combinados aos tratamentos ou de forma isolada”, explica o radio-oncologista da Fundação São Francisco Xavier e responsável técnico pelo serviço de radioterapia do Hospital Márcio Cunha, Harley Francisco de Oliveira.

A Unidade, que completa 11 anos de atuação neste mês de junho, é referência para a população da cidade e para outros 67 municípios do leste de Minas Gerais, principalmente para pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). Mais de 80% dos atendimentos são dispensados ao SUS. A instituição também é uma das poucas no país a oferecer o serviço com tecnologia abarcada de intensidade modulada a pacientes que não podem pagar. Somente no ano passado, foram realizadas mais de 24.500 sessões de radioterapia e mais de 11.300 pacientes foram atendidos.

Acelerador linear

O equipamento de alta complexidade foi fabricado por uma empresa norte-americana, referência nessa tecnologia. Cerca de R$ 15 milhões foram investidos para a compra do produto e a reforma do local, que contou com um processo inovador de engenharia. Foram utilizadas placas de aço ao invés de concreto armado nas paredes.  Poucos milímetros de placas de aço substituem uma parede de concreto de mais de um metro de espessura para barrar a radiação. A construção é mais limpa, rápida e ocupa menor espaço.

Para a perfeita utilização do equipamento, uma equipe do HMC passou por treinamento na sede da empresa na Califórnia.

Referência

A Unidade de Oncologia do Hospital Márcio Cunha é habilitada pelo Ministério da Saúde como uma UNACON (Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia). “Possuímos estrutura e profissionais altamente preparados para suporte ao paciente oncológico. Oferecemos assistência integral e somos referência em todo o Vale do Aço e dezenas de outros municípios”, frisa Harley Francisco de Oliveira.

A atuação da Unidade é essencial para a população que necessita de atendimento multidisciplinar no tratamento de uma doença tão complexa como o câncer. “Hoje podemos nos orgulhar em oferecer essa assistência integrada a todos, seja SUS, convênio ou particular. Esse tratamento envolve expertise, qualidade do corpo clínico e inovação tecnológica. Estamos entre as melhores instituições de tratamento do câncer do país, resultado de trabalho em equipe e de nossa cultura de buscar o melhor para nossos pacientes”, conclui o radio-oncologista.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.