Viva Personas conta com vídeos inéditos

O ator, cantor e artista plástico pernambucano Paulo de Souza, que escolheu os solos baianos para viver e explorar a sua arte, faz parte da relação de personalidades que se uniram à causa da Associação Viva e Deixe Viver (vivaedeixeviver.org.br), entidade que conta com 1,3 mil contadores de histórias voluntários. Ele é a atração inédita desta semana do projeto Viva Personas, criado para levar por meio do ambiente virtual a magia da literatura para crianças e jovens hospitalizados, além daqueles que estão em casa neste de isolamento.

Um trecho de “O Pequeno Príncipe”, do escritor francês Antoine de Saint-Exupéry, foi a história escolhida pelo ator. A gravação poderá ser conferida no portal BisbilhotecaViva (www.bisbilhotecaviva.org.br), a partir de quarta-feira (11).

Paulo tem um carinho especial pela figura do Pequeno Príncipe. Já teve oportunidade de interpretá-lo em um musical na Bahia, além de ter produzido algumas pinturas relacionadas ao personagem. Como ator, Paulo de Souza também atuou em uma adaptação de William Shakespeare como o personagem Romeu do clássico Romeu e Julieta, e como o Mestre Jesus, no musical sobre a Paixão de Cristo de Caruaru (PE).

Além dele, teremos novos vídeos inéditos. No BisbilotecaViva, as crianças podem conferir também as duas últimas contações do Viva Personas. Uma é com o ator carioca Antonio Sciamarelli, que trouxe para o projeto o conto africano “Os dois Reis de Gondar”. Originário da Etiópia, a narrativa traz questões relacionadas à solidariedade, amizade, respeito e humildade. E a outra é com atriz, contadora de histórias e pedagoga Nina Brondi. Para a ação, ela contou a história do livro “O animal mais feroz”, do premiado ilustrador Dipacho. Com humor, a obra ajuda a demonstrar como diferentes perspectivas geram diferentes respostas.

Fora isso, ainda é possível assistir cerca de 50 histórias gravadas por personalidades como Emicida, Zeca Baleiro, Giovanna Antonelli, Antonio Fagundes, Cláudia Raia, Jarbas Homem de Mello, Sophia Abrahão, entre muitos outros.

Projeto – A idealização do Viva Personas começou quando o grupo de 1,3 mil voluntários da entidade se viu impedido de entrar em 86 hospitais espalhados pelo país para contar histórias às crianças e jovens internados. Essa atividade, que em agosto completa 23 anos, foi interrompida pela pandemia e as crianças, agora também isoladas em casa, ficaram ainda mais sozinhas. Para multiplicar o alcance da ação e transmitir carinho, afeto e esperança a todas as crianças e famílias brasileiras, os vídeos ficarão disponíveis por tempo indeterminado no site Bisbilhoteca Viva.

Novidades toda semana – A lista de novas adesões ao Viva Personas não para de crescer e toda semana novos vídeos são compartilhados no site Bisbilhoteca Viva. Além do site, uma boa maneira de acompanhar essa movimentação é pelo Instagram da Associação (@vivavdv). Para manter o vínculo com as crianças hospitalizadas, e que já estavam acostumadas com a presença dos contadores de histórias da Viva e Deixe Viver, a entidade utiliza o impulsionamento no Facebook e Instagram com uso do direcionamento das postagens por localização do endereço de todos os hospitais em que atua. E, para ser ainda mais inclusivo, os vídeos também contemplam linguagem em Libras.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.