Hospital Moinhos de Vento amplia serviços do Centro de Oncologia

560
Foto: Leonardo Lenskij / Hospital Moinhos de Vento

A partir de um investimento de R$ 8 milhões, o Hospital Moinhos de Vento, de Porto Alegre (RS), poderá atender mais pacientes, em menos tempo e com maior precisão em seu Centro de Oncologia Lydia Wong Ling. A instituição conta agora com um novo acelerador linear TrueBeam, equipamento, utilizado em diversas técnicas de radioterapia e radiocirurgia. Com ele, pacientes com câncer têm à disposição técnicas que reduzem o desconforto, além de garantir irradiação mais precisa, protegendo órgãos e tecidos próximos aos atingidos.

A ampliação dos serviços foi apresentada em evento nesta terça-feira (9), no auditório Anfiteatro Schwester Hilda Sturm. O superintendente executivo do hospital, Mohamed Parrini, destacou os investimentos constantes em tecnologia. “Mesmo em um serviço de excelência como o que já prestamos, há muito espaço para avançar. O primeiro TrueBeam que adquirimos completou três anos em funcionamento aqui e os impactos positivos desse sistema no tratamento dos pacientes, aliado à qualificação da equipe e outras melhorias de gestão, já alcançaram reconhecimento dentro e fora do país”, ressaltou. Estudo publicado pelo Clinical Journal of Oncology Nursing mostrou uma redução de 24 para 14 dias entre o diagnóstico da doença e o início do tratamento no Moinhos de Vento.

No evento, especialistas da instituição falaram sobre o trabalho desenvolvido nos últimos anos, demonstrando os impactos nas taxas de sobrevida dos pacientes. Foram explanados dois casos de pacientes que não apresentaram  nenhum efeito colateral às técnicas utilizadas no HMV. Um debate com a participação de profissionais do Moinhos e de Samir Abdallah Hanna, doutor em Medicina pela Universidade São Paulo (USP), também abordou os avanços na área. “Importante destacar que o Hospital Moinhos de Vento não deixa nada a desejar a nenhum centro de tratamento de câncer do mundo”, reforçou Hanna, que é radio-oncologista do Hospital Sírio-Libanês.

Para o superintendente médico do Hospital Moinhos de Vento, Luiz Antonio Nasi, foram as novas tecnologias e a constante qualificação dos profissionais que permitiram que a radioterapia alcançasse resultados importantes no tratamento e na cura de tumores. “É isso que estamos fazendo aqui: buscando incansavelmente melhores resultados. E, principalmente, proporcionar aos paciente com câncer todas as técnicas de tratamento oncológico, como cirurgia, radioterapia, imunoterapia, aumentando as chances de cura e de preservação da qualidade de vida”, concluiu.

O secretário municipal de Saúde, Pablo Stürmer, prestigiou o evento. Segundo ele, “quando um hospital se torna uma referência em atendimento médico, isso desenvolve a cidade”.

Mais conforto e segurança

A radio-oncologista Daniela Barletta destaca que a ampliação do serviço vai garantir maior agilidade, conforto e segurança, qualificando a avaliação e o tratamento personalizado de cada caso. Isso porque o equipamento TrueBeam permite a utilização de quatro técnicas de ponta. Elas não são exclusivas deste sistema, porém garantem qualidade e segurança diferenciadas na execução destas terapias.

A radiocirurgia passou a ser completamente não invasiva, ou seja, reduzindo o desconforto e qualquer tipo de dor, possibilitando o tratamento de múltiplas lesões com rapidez e segurança.

Além disso, é possível sincronizar a irradiação com os movimentos respiratórios, o que garante proteção de órgãos mais sensíveis – como o coração, áreas saudáveis do pulmão, pâncreas e fígado, ou ainda em tumores que se deslocam. Essa técnica, chamada de gating respiratório, minimiza a irradiação para um volume maior de tecidos saudáveis.

Também permite utilizar a técnica SBRT, Radioterapia Estereotáxica Corpórea, com doses altas e em poucas frações, direcionadas para localizações múltiplas.

Outro diferencial do acelerador é o Sistema Calypso. Acessório acoplado ao TrueBeam, ele permite acompanhar em tempo real a movimentação do órgão que será tratado, como se fosse um GPS. A tecnologia, trazida de forma inédita ao país pelo Moinhos, é utilizada pelos principais hospitais oncológicos dos Estados Unidos.

Resultados reconhecidos

Em um modelo de assistência com o cuidado centrado no paciente, o Centro de Oncologia Lydia Wong Ling reúne, no mesmo local, especialistas de todas as áreas que atuam contra o câncer: clínicos, cirurgiões, oncologistas, radio-oncologistas, enfermeiros, nutricionistas, entre outros profissionais. O projeto foi concebido em parceria com a Johns Hopkins Medicine International, instituição norte-americana à qual o Hospital Moinhos é afiliado desde 2013. O atendimento do Centro oferece ainda o conceito de Nurse Navigator: uma tutoria que acompanha o paciente em todas as fases da doença, contando com uma equipe multidisciplinar.

Deixe seu comentário