Hospital usa ferramenta de BI para melhorar acompanhamento de pacientes

1407

O Hospital Pequeno Príncipe, em Curitiba (PR), carrega uma enorme responsabilidade nas costas. Maior centro de atendimento pediátrico do país, a instituição é referência na área e recebe crianças e adolescentes de todo o Brasil. Para garantir que isso seja feito da melhor forma possível, o HPP utiliza o weKnow BI, plataforma de business intelligence voltada para o setor de saúde.

A ferramenta concentra todas as informações geradas pela operação do hospital e ajuda a transformar um cenário completo de dados em dashboards e relatórios de fácil visualização e compreensão. “Essas planilhas com informações ‘prontas’ são enviadas automaticamente a vários departamentos, tanto clínicas, como enfermagem e corpo médico, quanto financeiras, como custos e faturamentos”, diz José Álvaro da Silva Carneiro, diretor do Complexo Pequeno Príncipe.

O weKnow BI traz uma série de indicadores previamente construídos. Além disso, os usuários conseguem configurar e estabelecer novos cruzamentos de dados conforme as particularidades e demandas do local. No caso do hospital paranaense, uma das criações foi um dashboard batizado de “Linha de cuidado”. É um fluxo de atendimento padronizado, que inclui a jornada do paciente conforme a patologia. De acordo com Carneiro, há resultados significativos no que tange o tratamento com casos delicados que demandam atenção especial, como evolução de sepse e deterioração clínica.

Ao acessar esse tipo de informação de maneira ágil e precisa, a equipe tem maior capacidade de tomar ações de correção e prevenção de forma mais efetiva, o que se traduz numa melhora da qualidade de relacionamento com o público. “Essa visualização da realidade do hospital também nos possibilita identificar pontos fortes e gaps e permite construir um planejamento eficiente”, explica o diretor do Pequeno Príncipe.

Diferente do mercado, onde a utilização de softwares de business intelligence ainda começa a se popularizar, o Hospital Pequeno Príncipe investe em ferramentas de BI há alguns anos. A mudança para o weKnow BI ocorreu em julho de 2017, por conta da melhor capacidade de integração com o ERP utilizado na instituição. Outro atrativo foi a facilidade de uso mesmo por gestores sem expertise em TI.

“Antes, demorávamos horas para conseguir informações importantes que o weKnow BI traz em alguns cliques. E os resultados são visualizados em gráficos atraentes e de fácil entendimento”, afirma Carneiro. É um ganho de gestão no hospital – e uma segurança extra para pais, mães e familiares, que têm como consequência um melhor cuidado com as crianças.

Deixe seu comentário