A importância dos testes de funcionamento na gestão da manutenção de equipamentos hospitalares

Um profissional de saúde só pode trabalhar com tranquilidade se tiver confiança nos equipamentos que dão suporte às suas funções. Iniciar um procedimento sem a certeza de que tudo vai transcorrer conforme planejado é um grande problema. É neste momento que a manutenção preventiva dos equipamentos médicos tem sua importância.

O processo de gestão de manutenção pode ser desafiador. Um erro pode custar a vida ou afetar a saúde dos pacientes. É necessário entender as características específicas de cada equipamento para atuar com eficiência. Isso envolve manter uma periodicidade de manutenção e testes dos equipamentos para que não apresentem falhas durante o uso.

Investir na manutenção dos equipamentos é seguro para pacientes, funcionários e gestores da área da saúde. Afinal, aparelhos que funcionam corretamente oferecem segurança em seu manuseio e melhores resultados nos procedimentos.

Quando os testes de funcionalidade dos equipamentos são realizados com frequência os riscos aos pacientes e os custos com manutenção corretiva são diminuídos consideravelmente. Desta forma ganha-se em eficiência, pois reduz os atrasos causados por falhas em equipamentos no decorrer dos procedimentos.

SEGURANÇA EM ELETROCIRURGIAS

O uso da eletrocirurgia expandiu-se para uma ampla variedade de especialidades cirúrgicas, mas também foi acompanhado por sua parcela de complicações, incluindo lesões térmicas em tecidos não direcionados, causadas por ruptura ou defeito no isolamento do revestimento dos instrumentos.

Um estudo realizado no Centro de Material e Esterilização (CME) do Hospital Civil de Lyon, na França, teve como objetivo determinar a prevalência e a localização de falhas de isolamento (FIs) em instrumentos eletrocirúrgicos e, em seguida, avaliar a necessidade de testes de rotina de FI. Os instrumentos eletrocirúrgicos foram inspecionados de duas formas: visualmente e por meio de um detector de fuga de corrente quanto à presença de falhas de isolamento. Laparoscópicos e não laparoscópicos foram diagnosticados com FI sempre que houvesse uma de corrente elétrica, a qual era sinalizada por meio de alarme sonoro.

Um total de 489 instrumentos foram testados. A prevalência geral de FI foi 24,1% com inspeção visual e 37,2% com o detector de FI. Entre o total, 13,1% encontravam-se visualmente intactos, no entanto, ao serem testados no equipamento verificou-se as FI.     

Verificando os riscos de fuga de corrente elétrica

As pinças de eletrocautério podem causar graves acidentes durante o procedimento cirúrgico decorrente da fuga de corrente elétrica durante o uso. Com o propósito de reduzir estes riscos a FAMI Tecnologia Médica traz ao Brasil um equipamento que verifica e sinaliza a presença de danos no revestimento isolante, mesmo que imperceptíveis a olho nu.

Portátil, leve e compacto, o Diateg Professional detecta pequenas fendas, perfurações, bolhas formadas no revestimento isolante, que interferem no processo de isolamento da estrutura metálica, podendo causar desde queimaduras externas e internas e até o rompimento de grandes vasos.

O aparelho possui tela sensível ao toque, visor com alarme sonoro e funciona com bateria para garantir maior segurança. De operação simples, é fácil de limpar, disponibiliza quatro programas de testes e efetua o desligamento automático em cinco minutos.

Veja abaixo o teste de isolamento:

SEGURANÇA EM VIDEOCIRURGIAS

Nos procedimentos de videocirurgia, os cabos de fibra ótica e as óticas são responsáveis por conduzir os feixes de luz que iluminam o local da cirurgia, possibilitando a visualização das estruturas anatômicas pelo cirurgião. A redução nas áreas de transmissão destes feixes de luz diminui a luminosidade, prejudicando a visualização do profissional e colocando os pacientes em risco.

O uso de equipamento para testar a transmissão de luz em equipamentos óticos

Pensando na importância de verificar a integridade dos cabos de fibra ótica e das óticas, a FAMI apresenta também o MedZense LG20-e, um equipamento que realiza um teste rápido e eficaz da transmissão de luz por estes produtos. Este equipamento possibilita testes de níveis de transmissão de luz e espectro de cores para óticas e cabos de fibra ótica, medindo e avaliando qual instrumento não está adequado ao uso.

As vantagens vão além do procedimento de teste confiável e rápido. Ele é fácil de manusear, tem design robusto por ser desenvolvido com materiais de qualidade e é compatível com as principais marcas e modelos de óticas e cabos de fibra ótica utilizados nos hospitais. Oferece ainda interface de usuário intuitiva e multilíngüe, níveis de aceitação e rejeição ajustáveis, e medição objetiva do desempenho.

Além de testar a taxa de transmissão de luz, o equipamento também é capaz de medir o espectro de cores visíveis, quantificando as três cores primárias: vermelho, verde e azul. Esse recurso exclusivo permite evitar a perda de contraste durante os procedimentos, especialmente em estruturas vermelhas. Fora isso, a análise do espectro mostra uma indicação precoce dos danos presentes.

Veja abaixo o teste de transmissão de luz:

Tel: (11) 3775-0300 

E-mail: info@fami.com.br

Site: www.fami.com.b

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.