Artigo – Gestão Disney pode ser aplicada na saúde para surpreender e encantar pacientes

Não é novidade para ninguém que a Disney World é um dos destinos mais procurados para turismo no mundo. Independentemente da idade dos visitantes, todos eles conseguem ter suas expectativas superadas e se vislumbram por esse mundo mágico.

A gestão Disney é a grande responsável por esse encantamento e surgiu junto com a criação da empresa, em 1923, e desde então segue prezando por proporcionar aos visitantes e espectadores uma experiência única e, consequentemente, a fidelização do cliente.

O que muita gente não imagina, é que é possível aplicar esse grande exemplo de gestão em outros segmentos, inclusive na área da saúde. Mas como?

Principalmente através da Jornada do Paciente. Ou seja, os usuários apresentam uma demanda e ela deve ser solucionada da melhor forma possível, alinhando as necessidades daquele cliente, com as expectativas que possui do serviço que irá receber e com a fidelização dele.

Pense, por exemplo, se a Disney se tornasse administradora do seu hospital ou do seu serviço de saúde. Com certeza, você tornaria a abordagem centrada no paciente e na sua jornada de atendimento, muito mais do que na eficiência do local.

Porém, como fazer isso pensando na realidade dos brasileiros?

Aí entra a tecnologia como grande aliada de uma gestão inovadora, que visa elevar a experiência do usuário, como é o caso da Doctoralia, plataforma de agendamentos de consultas médicas que oferece uma gama completa de soluções em saúde.

O novo perfil do “paciente digital”, mais bem informado, autônomo e exigente, espera ter em saúde uma experiência ágil e prática. Por esse motivo, tornar a experiência incrível, através da automatização, é um caminho sem volta.

Isso porque os centros de saúde precisam reduzir custos e, com o uso inteligente dos dados fornecidos pelo usuário, a tecnologia é capaz de otimizar tarefas rotineiras, segmentar e trazer melhores resultados, mantendo o toque de humanização.

Além de toda a questão tecnológica, é preciso dar atenção aos detalhes e propor inovações, mesmo que pequenas e pontuais, para fazer a diferença: ofereça um atendimento que exceda as expectativas, foque em melhorar a experiência do paciente, mostre que a liderança vem do exemplo.

O importante aqui é mostrar que existe a preocupação com o usuário e suas dores.

A forma como é feita a interação entre as instituições de saúde e seus clientes pode render novas visitas, indicações para outras pessoas e comentários positivos. Da mesma maneira que a Disney preza que os seus funcionários recebam seus visitantes de forma alegre e atenta em todos os pontos de contato, a clínica, o hospital ou qualquer outro serviço de saúde pode seguir o mesmo caminho.

Cadu Lopes é CEO da Doctoralia no Brasil, Chile e Peru

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.