Artigo – Obesidade sarcopênica é ligada à demência em pacientes idosos

A obesidade, uma doença de estilo de vida cada vez mais prevalente, geralmente ocorre junto com uma perda de massa muscular. Essa condição, denominada obesidade sarcopênica, é avaliada com base no índice de massa corporal (IMC) e na força de preensão palmar dos pacientes. Curiosamente, a obesidade sarcopênica é conhecida por aumentar o risco de comprometimento cognitivo. A demência, uma condição cognitiva em que a memória, o pensamento e as habilidades sociais diminuem progressivamente, é conhecida por afetar significativamente a qualidade de vida dos idosos.

Em um novo estudo publicado na Clinical Nutrition, um grupo de pesquisadores liderados pelo dr. Yoshifumi Tamura, da Juntendo University, Japão, explorou essa questão. “Se a associação entre obesidade sarcopênica e demência for estabelecida, medidas preventivas adequadas podem ser tomadas para reduzir a ocorrência desta condição e o risco de demência em pacientes idosos”, diz o dr. Tamura, ressaltando a importância do estudo.

No estudo, os pesquisadores recrutaram 1.615 idosos com idades entre 65 e 84 anos que participaram do Bunkyo Health Study. Os pesquisadores dividiram os indivíduos em quatro grupos com base em seu status de sarcopenia e obesidade: aqueles com obesidade, aqueles com sarcopenia, aqueles com obesidade sarcopênica e aqueles sem obesidade ou sarcopenia (controle). Eles estudaram a ligação entre vários processos mentais, sarcopenia e status de obesidade. Sarcopenia ou baixa força muscular foi determinada com base em uma força de preensão manual inferior a 28 kg em homens e 18 kg em mulheres, enquanto o status de obesidade foi dado a pacientes com IMC superior a 25 kg/m 2. Dois métodos de avaliação foram realizados para estabelecer a presença de comprometimento cognitivo leve (CCL) e demência. Uma pontuação de menos de 22 pontos na avaliação cognitiva de Montreal e menos de 23 pontos no mini exame do estado mental foram usados ​​para confirmar CCL e demência, respectivamente.

Em um novo estudo, pesquisadores do Japão mostraram como a comorbidade com sarcopenia e obesidade está ligada ao comprometimento cognitivo em idosos japoneses. Descobriram que 59,4% da população não tinha obesidade nem sarcopenia, 21,2% tinha obesidade, 14,6% tinha sarcopenia e 4,7% da população tinha obesidade sarcopênica. Os participantes com obesidade sarcopênica apresentaram a maior taxa de CCL e demência, seguidos por aqueles com sarcopenia, obesidade e, finalmente, o grupo controle. Quando a equipe executou análises multivariadas para verificar associações estatisticamente relevantes, eles descobriram que a obesidade sarcopênica estava independentemente associada a um aumento da prevalência de CCL e demência em comparação com a ausência de sarcopenia e obesidade. O estudo também mostrou que a sarcopenia está significativamente associada à demência em mulheres, mas não em homens.

“Esta pesquisa demonstra claramente que a obesidade sarcopênica, definida pela combinação de IMC e força de preensão manual, está associada com CCL e demência entre os idosos do Japão”, comenta o dr. Tamura.

Mas quais são as implicações a longo prazo deste estudo? Dr. Tamura afirma que “já que agora sabemos que existe uma forte correlação entre obesidade sarcopênica e demência, podemos desenvolver novos métodos de tratamento para controlar a condição, reduzindo até mesmo a prevalência de demência”.

Fonte: Yuki Someya et al, Sarcopenic obesity is associated with cognitive impairment in community-dwelling older adults: The Bunkyo Health Study, Clinical Nutrition (2022). DOI: 10.1016/j.clnu.2022.03.017

Rubens de Fraga Júnior é professor de Gerontologia da Faculdade Evangélica Mackenzie do Paraná (FEMPAR) e é médico especialista em Geriatria e Gerontologia pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.