Dentista dá dicas para minimizar efeitos da boca seca durante tratamento do câncer

Durante o tratamento do câncer, alguns efeitos colaterais podem surgir devido ao uso de medicamentos ou procedimentos realizados. A quimioterapia e radioterapia, assim como alguns tipos de medicamentos, incluindo diuréticos, antidepressivos e analgésicos, principalmente, são alguns dos maiores causadores da xerostomia. A boca seca também pode ser o resultado de alguma infecção na região da boca ou desidratação.

“O sintoma da boca seca ocorre devido à baixa produção de saliva pelas glândulas salivares. E como a saliva é importante para a mastigação, deglutição e também para a fala, tais atividades podem se tornar difíceis de serem realizadas devido a essa carência, podendo causar, ainda, outros efeitos colaterais”, explica Maurício Moreira, dentista e Gerente Científico do Laboratório Gross.

Maurício explica que seja por prevenção ou diminuição dos efeitos da boca seca, é importante se atentar a alguns pontos, como, por exemplo: beber, no mínimo, 2 litros de água e 3 de líquidos em geral, utilizar gotas de limão nas saladas e nas bebidas, mastigar e chupar gelo feito de água de coco, suco, frutas ou picolés, a fim de aumentar a hidratação na cavidade oral.

Além disso, é importante também dar preferência aos alimentos mais úmidos e fáceis de engolir, como, por exemplo, preparações ensopadas e purês, porque auxiliam no processo de mastigação e deglutição.

É essencial evitar o consumo de alimentos que contenham cafeína, como, por exemplo, refrigerantes, cafés, chás e achocolatados, porque as substâncias podem levar à sensação de boca seca.

O dentista explica que a falta da saliva pode causar infecção na mucosa e cáries de rápida progressão. Para melhorar a qualidade de vida dessas pessoas, o Laboratório Gross desenvolveu a Xerolacer, linha de produtos indicada como auxiliar diário para a higiene oral de pacientes que apresentam desconforto e ressecamento da cavidade oral.

A família de produtos Xerolacer conta com creme dental, enxaguatório bucal, spray e gel, visando suprir e auxiliar diretamente a higiene oral diária e o reestabelecimento de uma correta hidratação oral para pessoas com xerostomia. Os produtos contam com proteção anticárie, estimulantes e substitutos salivares, protetores e regeneradores teciduais e ainda uma ação antisséptica”, explica o Gerente Científico do Laboratório Gross.

Atualmente, além da marca ser trabalhada para a classe odontológica e médicos oncologistas que prescrevem os produtos para a melhora da sensação de boca seca, o Laboratório Gross preza por ações beneficentes que ajudem todos que sofrem com a Xerostomia.

A marca mantém uma parceria com o Hospital GRAAC de São Paulo, importante hospital especializado em oncologia pediátrica e com a Associação Recomeçar, companhia que presta auxílio e esclarece dúvidas aos pacientes com doenças reumáticas do estado do Rio de Janeiro.

A equipe do Gross, também, utiliza o Xerolacer no auxílio direto à melhora da condição bucal e qualidade de vida dos idosos residentes no Lar da Velhice Israelita Religioso do Rio de Janeiro, localizado em Jacarepaguá.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.