Hospital Bom Pastor orienta gestantes sobre cuidados durante pandemia da Covid-19

O Hospital Bom Pastor (HBP), em Guajará-Mirim (RO), informa que a Covid-19 pode causar danos à vida de mães e bebês, principalmente em casos de gestantes que contraíram a doença e não foram vacinadas. A unidade própria da Pró-Saúde, é referência assistencial em Obstetrícia e Pediatria na região de Guajará-Mirim.

Segundo o Observatório Obstétrico Brasileiro COVID-19 (OOBr Covid-19), painel dinâmico com análises dos casos de gestantes e puérperas notificados no SIVEP-Gripe, entre março de 2020 e janeiro de 2022, foram registradas mais de 20 mil internações de gestantes por Covid-19 no Brasil e cerca de 2 mil mortes maternas.

“A vacinação é importante para o grupo, mas vale lembrar que é necessário seguir a orientação médica para cada estágio da gestação e que mesmo com a vacina, toda a população deve continuar fazendo uso de máscara em locais públicos, utilizar álcool para higienização e fazer lavagem das mãos sempre”, explica Dr. Juan Carlos Boado, médico obstetra do Hospital Bom Pastor.

Em concordância com os dados brasileiros, pesquisas internacionais apontam que a vacinação contra Covid-19 durante a gestação pode ajuda a proteger bebês de serem hospitalizados e desenvolverem a forma grave da doença. Além disso, de acordo com os estudiosos estrangeiros, grávidas que pegaram Covid-19 durante a gestação podem ter o dobro de chances de seus filhos apresentarem atrasos no desenvolvimento.

Yara Leite, Gerente de Enfermagem do Hospital Bom Pastor, comenta que existem diferentes pesquisas sobre os possíveis danos à saúde e ao desenvolvimento da gestante e do bebê e reforça que a vacina da Covid-19 é fundamental, porém, é importante ter acompanhamento médico e seguir as orientações.

“Todo cuidado é importante, principalmente, os recomendados por profissionais da saúde. A gestante que se protege, cuida também do seu bebê. Além disso, é importante ficar alerta com as falsas informações e buscar orientações com o médico obstetra, que irá indicar o melhor momento para realizar a vacinação”, afirma Yara Leite. A profissional lembra ainda da importância do pré-natal, que é essencial para detectar qualquer intercorrência com o feto, como malformações ou doenças congênitas, algumas delas ainda em fases iniciais.

No Brasil, o Ministério da Saúde incluiu todas as grávidas e puérperas no grupo prioritário para receberem a vacinação contra a Covid-19. De acordo com essas autoridades, o ideal é que o imunizante não contenha o vetor viral. Por isso, são recomendadas as vacinas CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan, e da Pfizer, ambas disponíveis gratuitamente por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).

CUIDADOS IMPORTANTES

– Mantenha o calendário vacinal completo e atualizado;

– Faça todas as consultas e exames previstos no pré-natal;

– Evite saídas desnecessárias e aglomeração;

– Lave as mãos frequentemente com água e sabão;

– Utilize álcool em gel e higienize objetos compartilhados;

– Use máscara de proteção facial bem ajustada ao rosto;

– Evite tocar os olhos, boca e nariz;

– Após o nascimento do bebê evite visitas.

Além das recomendações médicas gerais, é indicado tomar as doses de reforço da vacina contra Covid-19. Os profissionais alertam que em casos de cansaço sem realizar esforço ou alteração de hábitos no dia a dia, é importante procurar atendimento médico.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.