Hospital Estadual da Mulher alerta para a campanha Janeiro Branco

Recadinho na sobremesa chama a atenção de colaboradores e pacientes para cuidar da mente. Foto: Marilane Correntino

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o Brasil é considerado o país mais ansioso do mundo – com 18,6 milhões de brasileiros afetados pela ansiedade –, e o quinto mais depressivo. No entanto, grande parte dessas pessoas não procuram uma assistência médica adequada em relação à saúde mental.

Para alertar os colaboradores sobre os cuidados com a saúde mental – campanha Janeiro Branco –, o Hospital Estadual da Mulher, antigo HMI, por meio do Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT) e Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa), realizou blitz nos setores da unidade. A equipe, organizadora da ação, orientou para o autocuidado e distribuiu kit com cartão da campanha, máscara e bombom.

O setor de Nutrição também fez questão de lembrar aos pacientes sobre a importância da campanha, oferecendo uma sobremesa na cor símbolo do movimento, manjar de coco, com o recadinho, “Cuidar da mente é cuidar bem da Vida!”

Os colaboradores gostaram da ação. “É importante começarmos bem o ano, principalmente, cuidando do nosso emocional. Temos que colocar a questão da saúde mental sempre em evidência”, apontou o recepcionista Rogério Silva. “Muito atencioso esse olhar da unidade para a saúde mental do colaborador. Assim como a saúde física, a saúde mental requer cuidados. Devemos ter equilíbrio e a saúde deve ser integral, corpo e alma”, ponderou a médica Lorena Diniz.

Este ano a campanha, que está em sua nona edição, tem como lema: “O mundo pede saúde mental!” Com a difícil situação emocional, social e econômica gerada pela pandemia, as pessoas devem refletir sobre seus sentimentos diários, pensamentos, comportamentos e cuidar do bem-estar emocional.

“Doenças ligadas à mente têm se configurado na lista das que levam ao requerimento de auxílio-doença ou à aposentadoria por invalidez, principalmente, nos últimos anos. A intenção de nossa ação é motivar nossos colaboradores a cuidarem da mente, a ter um controle emocional. Trabalhar de forma preventiva para que valorizem a saúde mental”, destacou o presidente da Cipa, Júnior César Guimarães.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.