Live aborda sensibilização de estudantes de medicina para lado social da profissão

Nesta quinta-feira (9), às 19h, a Associação Viva e Deixe Viver (Viva), organização da sociedade civil (OSC) que congrega 1,3 mil voluntários responsáveis por contar histórias em 85 hospitais do país, realizará a live Projetos que incentivem estudantes de medicina a olharem para o social. O fundador da Viva, Valdir Cimino, receberá: Dr. Jorge Curi, diretor de Responsabilidade Social da Associação Paulista de Medicina; Lucas Maschietto Boff, estudante de Medicina da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP); e Luciana Bernardo, diretora executiva da Viva.

Na conversa os participantes abordarão sob diferentes perspectivas formas práticas de sensibilização dos estudantes de medicina para os aspectos sociais da profissão.

“A contação de histórias promove o transporte de narrativa, envolve e traz alívio a quem está em uma situação difícil e de sofrimento. É benéfica para o paciente e todo o seu entorno. A sensibilização dos profissionais de saúde para o tema, desde a sua formação, é fundamental”, comenta Valdir.

A live será transmitida no link www.youtube.com/user/associacaoviva.

Workshop “A Descoberta do Brincar e Contar Histórias Terapêuticas”

A live é parte da programação do II live do workshop ‘A Descoberta do Brincar e Contar Histórias Terapêuticas’, evento online que será realizado pela Viva nos dias 15 e 16 de outubro, com palestras, oficinas e rodas de conversa, focadas no papel da contação de histórias e do brincar como atividade terapêutica.

O workshop nasceu da pesquisa ‘O Brincar como Atividade Terapêutica nos Tratamentos Psiquiátricos de Crianças e Adolescentes’, feita com familiares e pacientes do Serviço de Psiquiatria da Infância e Adolescência do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas (IPq). Os resultados demonstraram que os pais tinham a percepção de melhora na coordenação motora e desenvolvimento intelectual e afetivo dos pacientes que eram submetidos a estas atividades. Diante dos dados, foi constatada a necessidade de preparar os profissionais da saúde e educação que muitas vezes não têm habilidade ou métodos para interagir de forma efetiva com estas crianças e adolescentes.

Saiba mais sobre o workshop em www.vivaedeixeviver.org.br/xiv-workshop-a-descoberta-do-brincar-e-contar-historias-terapeuticas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.