Materno-Infantil de Barcarena conquista o título “Hospital Amigo da Criança”

Equipe multiprofissional do HMIB celebra a conquista do selo Hospital Amigo da Criança

No mês que simboliza a luta pelo incentivo à amamentação, com a campanha Agosto Dourado, o Hospital Materno-Infantil de Barcarena Dra. Anna Turan (HMIB) se torna o primeiro hospital da Região do Baixo Tocantins a receber o título de Hospital Amigo da Criança.

A maternidade é o 11º hospital a obter o título no estado do Pará, que há 10 anos não certificava com o selo novas unidades. A certificação é concedida pelo Ministério da Saúde às instituições que cumprem os Dez Passos para o Sucesso do Aleitamento Materno, instituídos pelo Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) e pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

O Materno-Infantil de Barcarena, unidade do governo do Estado do Pará, gerenciada pela entidade filantrópica Pró-Saúde, passou por processos de capacitação e avaliação ao longo de seus quase três anos de funcionamento e, nesta semana, foi aprovado pelo Ministério da Saúde, que enviou representantes à unidade.

“Obter esse título, de Hospital Amigo da Criança, é sobre apoiar e cuidar da família. Queríamos realmente elevar nossos padrões, ainda mais, tendo a família como parte integrante da experiência dessa entrega. E o resultado veio com essa marca de qualidade de atendimento reconhecida mundialmente”, ressalta Patrícia Hermes, diretora Hospitalar do HMIB.

A coordenadora estadual de Saúde da Criança, Ana Guzzo, ressaltou a importância da conquista do título. “Me emociono muito em estar aqui para receber esse resultado. É muito importante ter um hospital no estado, e no Baixo Tocantins,  que seja referência na atenção à saúde da mulher e do bebê e trabalhe com essa abordagem humanizada e assistência diferenciada”, ressalta.

A amamentação como um cuidado padrão para todos os bebês 

Segundo Patrícia, o incentivo ao aleitamento materno já é parte da rotina dos profissionais do HMIB. A ideia de expandir o programa também às mães, tornando-as parte integrante do cuidado por meio de educação em saúde, e com auxílio do Banco de Leite Humano da unidade, único na região do Baixo Tocantins, evidencia esse resultado.

“Possuímos ainda indicadores de qualidade em todas as ações que envolvem a gestão dos nossos processos e uma Comissão de Aleitamento Materno. Até julho de 2021, a nossa taxa média de aleitamento materno foi de 90%, isso significa que a maioria dos bebês que têm alta do HMIB saem da unidade em amamentação exclusiva”, destaca a diretora Hospitalar.

Na maternidade, os 10 passos se aplicam a todos os bebês, mesmo os prematuros, com baixo peso ao nascer ou com alguma enfermidade. O processo é adaptado conforme o caso clínico para garantir o aleitamento materno ainda no início da vida, visando o melhor desenvolvimento do recém-nascido.

“Nós sabemos que o leite humano é o padrão ouro para recomendação alimentar no início da vida. Uma das preocupações da unidade é garantir essa boa nutrição, de forma adequada, para todos os recém-nascidos, seja pela amamentação em si ou com a doação de leite humano por meio do nosso Banco de Leite”, pontua a diretora.

Garantia da melhor assistência ao parto e início de vida do bebê

No HMIB, referência em atendimento de alto risco para gestantes de 11 municípios do Baixo Tocantins, tanto o bebê, quanto a mãe, têm acesso a serviços humanizados, um dos valores institucionais da Pró-Saúde, e a garantia do bebê ser amamentado na primeira hora de vida – a chamada golden hour.

Para ser Amigo da Criança, o hospital além de cumprir os Dez Passos para o Sucesso do Aleitamento Materno, deve, também, respeitar outros critérios, como o cuidado respeitoso e humanizado à mulher durante o pré-parto, parto e o pós-parto, onde a mãe se torna protagonista desse momento.

A escolha de posições durante o parto, ter acesso a um ambiente tranquilo, acolhedor, com privacidade, boas práticas assistenciais, e acesso a métodos não farmacológicos para alívio da dor, fazem parte desses critérios baseados em evidências científicas atualizadas e são práticas rotineiras do Materno-Infantil de Barcarena.

Além disso, o hospital garante livre acesso à mãe e ao pai, e a permanência deles junto ao recém-nascido internado durante 24h. A unidade também cumpre a Norma Brasileira de Comercialização de Alimentos para Lactentes e Crianças de 1ª Infância, Bicos, Chupetas e Mamadeiras, a NBCAL, que agrega um grupo de estratégias que visam promover, proteger e apoiar o aleitamento materno, uma das práticas mais simples e baratas de garantir a saúde infantil.

“O foco está em questões como colocar a mãe e o bebê juntos, pele a pele, imediatamente após o parto, e iniciar a amamentação poucos minutos após o parto, com apoio do pai, acompanhante e do profissional e saúde ao lado, proporcionando a essa mãe a melhor experiência com a amamentação e empoderando-a para manter esse aleitamento materno após alta hospitalar”, ressalta Ana Guzzo.

Inaugurado em 2018, o Materno-Infantil de Barcarena realiza atendimento 100% pelo SUS (Sistema Único de Saúde) para toda a Região do Baixo Tocantins e municípios arredores. Nos seus dois anos de funcionamento a unidade já realizou mais de 3,5 mil partos e cerca de 165 mil atendimentos entre consultas, internações, exames e cirurgias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.