Palestra aborda o desenvolvimento neuromotor infantil

Ter força nas mãos, conseguir manter a cabeça em pé, rolar o corpo, engatinhar. Esses são exemplos de ações consideradas chave para o desenvolvimento neuromotor de uma criança. Segundo estudiosos, essas atividades são instintivas, sendo aprimoradas com o passar do tempo. Além disso, as influências externas podem afetar, positivamente ou negativamente, os avanços neuropsicomotores infantis. Dentro dessa temática, a UNINASSAU Digital promove oficina profissionalizante on-line, no dia 26 de abril, às 17h, ministrada pela fisioterapeuta e mestre em Biofísica, Antonietta Carneiro.

A variabilidade motora, outro fator fundamental para o desenvolvimento infantil, é a facilidade e flexibilidade do sistema psicomotor de um ser humano para se adaptar a diferentes demandas e necessidades, sejam elas internas ou externas. Segundo a coordenadora do curso de Fisioterapia da UNINASSAU Digital, Carolina Cunha, é preciso observar essa variabilidade na prática.

“Nós somos produto do meio. É justamente nos primeiros anos de vida que o cérebro da criança se molda, pois funciona como uma ‘esponja’, absorvendo conhecimentos fundamentais para seu desenvolvimento. Somos seres muito flexíveis e adaptáveis. Tendo isso em mente, é preciso incentivar o aprendizado de habilidades neuromotoras o quanto antes. Bebês podem ser colocados de bruços por até 3 minutos, por exemplo. É uma forma de incentivo à sustentação da cabeça e aumenta a sua curiosidade pelo mundo, naquela perspectiva. Com um ambiente doméstico positivo, o desenvolvimento será o melhor possível”, afirmou Carolina.

Os interessados podem se inscrever no site de extensão da UNINASSAU. O link de acesso à palestra está disponível na página do evento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.