Grupo Fleury compra Saha e reforça participação nos mercados de infusões e hospital-dia

O Grupo Fleury anuncia hoje a compra, por 120 milhões de reais, de 100% do Saha, especializado em infusões de medicamentos imunobiológicos e cirurgias de baixa complexidade, com unidades no bairro da Bela Vista, no centro de São Paulo, e em Osasco. Fundado em 2004, o Saha tem uma estrutura de cinco salas cirúrgicas, 30 leitos e amplo espaço dedicado a posições para infusões de medicamentos. Em 2021, registrou receita de 156 milhões de reais.

Com a aquisição, o Grupo Fleury fortalece sua atuação no segmento de infusões de medicamentos imunobiológicos. Em dezembro de 2020, a empresa já havia comprado o Centro de Infusões Pacaembu – CIP, com seis unidades na cidade de São Paulo. Também amplia a presença da empresa no segmento de hospitais-dia, voltados a procedimentos de baixa complexidade. Atualmente, o grupo realiza esse tipo de procedimento no Fleury Fertilidade, na Clínica de Olhos Dr. Moacir Cunha e no Fleury Day Clinic.

“Nossa estratégia é criar um ecossistema que acompanhe toda a jornada de saúde dos clientes, de forma integrada e sustentável”, diz Jeane Tsutsui, CEO do Grupo Fleury. “Além de ampliar a nossa presença no mercado de infusão de medicamentos, o Saha segue o modelo que mais cresce no mundo, atraindo procedimentos de baixa complexidade para o ambiente de hospital-dia, que traz mais segurança, conforto e custo-efetividade. Ao estruturar uma rede robusta para atendimento de pacientes crônicos e conectar a infusão com outros momentos do seu tratamento com serviços do grupo, garantimos uma visão mais integrada, que busca uma melhor experiência para pacientes e médicos e um tratamento mais sustentável para fontes pagadoras”, avalia.

Nos últimos anos, o grupo vem crescendo de maneira orgânica e por meio de aquisições em seu negócio core – de medicina diagnóstica – e em especialidades como infusões de medicamentos, oftalmologia, saúde da mulher e ortopedia. Em 2021, a companhia investiu R$ 900 milhões em seis aquisições – três na área de medicina diagnóstica (Laboratórios Pretti e Bioclínico, no Espírito Santo, e Marcelo Magalhães, em Pernambuco) e três em novos elos:  CIP – Centro de Infusões Pacaembu, Clínica de Olhos Dr. Moacir Cunha e Instituto Vita de Ortopedia.

A conclusão da compra do Saha está sujeita à aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica, o Cade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.