Hospital Samaritano Higienópolis conquista certificado inédito de transplante

684

O Hospital Samaritano Higienópolis, do Americas Serviços Médicos, em São Paulo (SP), conquistou neste mês de outubro o primeiro e único certificado do mundo de distinção da Joint Commission International por Transplante de Rim Pediátrico. “Recebemos com orgulho este selo que representa uma aprovação de qualidade nesta especialidade, bem como a construção deste programa desde o início, além do reconhecimento como resultado do trabalho de uma equipe multidisciplinar”, diz Fábio Katayama, Diretor Executivo da unidade.

Referência e tradicional há 10 anos no Samaritano Higienópolis, o programa com transplante de rim pediátrico já soma 420 transplantes e 650 pacientes beneficiados. O projeto tem vocação para preparo, realização e seguimento de transplantes renais em crianças de baixo peso, sendo uma das maiores casuísticas do mundo nessa faixa etária.  “É gratificante acompanhar essas crianças e inseri-las na rotina de uma criança normal”, enfatiza a Dra. Maria Fernanda Carvalho de Camargo, chefe do núcleo de neurologia e transplantes e que está há 25 anos no Samaritano Higienópolis.

O transplante é o método mais efetivo para o tratamento e reabilitação de pacientes com insuficiência renal crônica. Até mesmo para as crianças, o procedimento se mostra o mais eficiente nas situações em que os dois rins juntos funcionam menos de 15% do que os de um indivíduo saudável. Um dos exemplos foi um paciente de 1 ano e 6 meses, que chegou ao Hospital Samaritano em abril de 2013 pesando apenas 3 kg. Com insuficiência renal já diagnosticada, ela passou em tratamento por hemodiálise na Instituição até alcançar o peso mínimo necessário para realizar o procedimento cirúrgico.

No mundo, a média de idade para a realização de transplante renal infantil é de 12 anos, com peso do paciente entre 35Kg e 40Kg. No Samaritano, esta média de idade é de nove anos, dos quais 33% tem menos de cinco anos e 5% menos de dois anos. Além disso, as crianças transplantadas na Instituição pesam, em média, 28Kg, sendo que 37% tem menos do que 15Kg e 11% menos que 9,5Kg.

Com uma equipe multidisciplinar especializada em transplantes renais, com nefrologistas, nefropediatras, enfermeiros, nutricionistas, psicólogos, assistentes sociais, entre outros profissionais, o hospital possui o respaldo de uma moderna UTI pediátrica. Além disso, realiza um trabalho pioneiro em nefrologia infantil, sendo a primeira instituição de saúde privada a contar com uma unidade de hemodiálise específica para essa faixa etária.

Essa certificação pioneira contribui para aumentar a qualidade dos cuidados às crianças em condições renais complexas por oferecer parâmetros seguros. A JCI é uma instituição internacional que realiza acreditações em unidades de saúde, por meio de auditorias para as certificações com ciclos de três em três anos.

Deixe seu comentário