Janssen entrega 1,5 milhão de doses de vacina de dose única contra Covid-19

A Janssen, farmacêutica da Johnson & Johnson, anunciou hoje que 1,5 milhão de doses de sua vacina contra a Covid-19 foram entregues ao Ministério da Saúde no Brasil, ajudando a acelerar a imunização dos brasileiros contra a Covid-19. Essa é a primeira vacina de dose única a ser disponibilizado no País para a prevenção da doença em indivíduos a partir de 18 anos de idade.

As doses nesta primeira entrega são parte de um acordo firmado em março de 2021 com o Ministério da Saúde para a compra de 38 milhões de doses da vacina da Janssen. A vacinação será feita de acordo com o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, dentro do Programa Nacional de Imunização (PNI).

“Desde o começo da pandemia, estamos comprometidos em facilitar o acesso igualitário global à nossa vacina contra a Covid-19 e temos trabalhado em estreita colaboração com o governo brasileiro para assegurar que a imunização possa começar em breve. A Janssen se orgulha de ter dado um importante passo para contribuir para que os brasileiros tenham acesso à sua vacina de dose única”, afirma Roy Benchimol, Presidente da Janssen Brasil.

A Janssen continua comprometida em acelerar a chegada de doses ao Brasil e a outros países no mundo por meio de Acordos de Compra Antecipada e outras parcerias que garantem acesso amplo e global à sua vacina.

Sobre a vacina de dose única da Janssen contra a Covid-19

A vacina da Janssen contra a Covid-19 demostrou que, 28 dias após a vacinação, apresenta 85% de eficácia na prevenção de formas severas da doença em todas as regiões estudadas, além de proteção completa contra hospitalização e morte relacionadas à Covid-19. Sua eficácia geral na prevenção da Covid-19 moderada a severa, depois de 28 dias da vacinação, é de 66% em diferentes regiões. Os dados de eficácia e segurança se baseiam em estudo com 43.783 participantes em oito países de três continentes, incluindo o Brasil, com uma população diversa e ampla, sendo 34% dos participantes com mais de 60 anos de idade.

A vacina da Janssen contra a Covid-19 tem condições de armazenamento e transporte que permitem que seja distribuída de acordo com a infraestrutura e logística já existentes para medicamentos e vacinas no Brasil.

Uso Autorizado

A vacina da Janssen contra a Covid-19 tem Autorização para Uso Emergencial no Brasil pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para imunização ativa para prevenir a doença Coronavírus 2019 (Covid-19) causada pela síndrome respiratória aguda grave pelo Coronavírus 2 (SARS-CoV-2) em indivíduos a partir de 18 anos de idade.

Informações importantes de segurança: O QUE DEVE SER MENCIONADO AO SEU PROVEDOR DE VACINAS ANTES DE RECEBER A VACINA DA JANSSEN CONTRA A COVID-19?

Conte todos os seus problemas de saúde ao provedor da vacina, inclusive no caso de você:

  • ter qualquer alergia;
  • ter febre;
  • ter um problema hemorrágico ou estar tomando um anticoagulante;
  • ser imunodeprimido ou tomar um remédio que afete seu sistema imunológico;
  • estar grávida ou planejando engravidar;
  • estar amamentando; ou
  • ter recebido outra vacina conta a COVID-19.

QUEM NÃO DEVE TOMAR A VACINA DA JANSSEN CONTRA A COVID-19?

Você não deve tomar a vacina da Janssen contra Covid-19 se você:

  • teve uma reação alérgica grave a qualquer ingrediente desta vacina.

COMO É MINISTRADA A VACINA DA JANSSEN CONTRA A Covid-19?

A vacina da Janssen contra a Covid-19 deve ser administrada como uma injeção no músculo. O esquema de vacinação da vacina é em dose única.

QUAIS SÃO OS RISCOS DA VACINA DA JANSSEN CONTRA A COVID-19?

Os efeitos colaterais da vacina da Janssen contra a Covid-19 que foram relatados incluem:

  • reações no local da aplicação: dor, vermelhidão na pele e inchaço;
  • efeitos colaterais gerais: dor de cabeça, sensação de muito cansaço, dores musculares, náusea, febre.

Há uma chance remota de que a vacina da Janssen contra a Covid-19 possa causar uma reação alérgica grave. Uma reação alérgica grave geralmente ocorre dentro de alguns minutos a uma hora após a administração da dose da vacina da Janssen contra Covid-19. Por essa razão, quem aplica a vacina pode pedir que você permaneça no local onde recebeu a dose para monitoramento após a vacinação. Os sinais de uma reação alérgica grave podem incluir:

  • dificuldade de respirar;
  • inchaço no rosto e garganta;
  • batimento cardíaco acelerado;
  • erupção cutânea forte em todo o corpo;
  • tonturas e fraqueza.

Esses podem não ser todos os efeitos colaterais possíveis da vacina da Janssen contra a Covid-19. Efeitos graves e inesperados podem acontecer. A vacina da Janssen contra a Covid-19 continua sendo estudada em ensaios clínicos.

O QUE DEVO FAZER SE TIVER EFEITOS SECUNDÁRIOS?

Se você tiver uma reação alérgica grave, ligue para 192, ou dirija-se ao hospital mais próximo. Ligue para o local onde a vacina foi aplicada, seu provedor de vacinas ou seu profissional de saúde, se tiver algum efeito colateral que o incomode ou persista.

Para enviar uma dúvida, solicitação de informação médica, queixa de qualidade ou ainda reportar reação adversa ao uso da vacina, clique no link a seguir e entre em contato conosco por meio do formulário. ENTRAR EM CONTATO – VACINA COVID-19 (RECOMBINANTE)

Além disso, você pode relatar os efeitos colaterais ligando para o nosso SAC pelo telefone 0800 701 1851 e escolher a opção 1.

A bula do produto autorizada pela Anvisa no Brasil está disponível no website da Janssen Brasil em: www.janssen.com/brasil/produtos. A bula brasileira da vacina está disponível em duas versões: para profissionais de saúde e para pacientes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.