Robô colaborativo para implante de prótese de joelho completa um ano no Brasil com quase 300 cirurgias

Considerada uma doença degenerativa, que acomete as articulações, especialmente as do joelho, gerando desgaste das cartilagens que revestem as extremidades ósseas, a artrose já atinge mais de 15 milhões de brasileiros, segundo dados do Ministério da Saúde. Entre a população jovem adulta, na faixa dos 30 anos de idade, o crescente número de casos chama ainda mais atenção, já que 20% desses indivíduos foram diagnosticados com artrose até 2017, de acordo com a Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT). Uma doença que, em níveis mais severos e avançados, só pode ser revertida por meio da substituição total da articulação do joelho por próteses ortopédicas (artroplastia).

E foi a partir de uma análise deste cenário crítico e de como poderia contribuir para a reabilitação dos pacientes do Brasil, que a Zimmer Biomet, empresa multinacional americana especialista em saúde musculoesquelética, trouxe ao país o Rosa® Knee System há exatamente um ano. Atualmente presente em oito hospitais e seis estados brasileiros – São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Pernambuco e Rio de Janeiro – próximo de alcançar a marca de 300 cirurgias realizadas com sucesso, o Rosa® é um sistema robótico colaborativo, projetado para ajudar os cirurgiões a otimizarem a precisão e a eficiência do planejamento e execução de uma cirurgia de substituição total do joelho.

Segundo Dr. Marco Demange, ortopedista especialista em cirurgia de joelho e professor livre-docente da Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo), a cirurgia de joelho bem-sucedida depende da habilidade do cirurgião, da qualidade da prótese, da qualificação e preparo do hospital e dos instrumentais que serão utilizados. “A partir de um alinhamento mais preciso, o Rosa® Knee tem permitido a eficiência de instrumentos e processos, o que reflete diretamente na recuperação da mobilidade e da qualidade de vida do paciente. Além disso, o sistema permite que o cirurgião seja menos agressivo na cirurgia em relação às exposições, o que também contribui para um tempo de recuperação menor. Em algumas semanas o paciente está andando de maneira natural e normal”, destaca.

O Brasil foi um dos primeiros países da América Latina a oferecer aos pacientes o acesso a um inovador sistema de robótica para uso em cirurgia de implante de prótese de joelho. E de acordo com o compromisso estabelecido pela Zimmer Biomet, em liderar a indústria ao trazer soluções diferenciadas e holísticas para o mercado, que atendam às necessidades de seus clientes e pacientes, este é apenas o começo de um grande plano de expansão. “O Rosa® Knee tem participado de estudos em todo o mundo e os resultados demonstram a eficiência que o sistema oferece em modo colaborativo. Fomos os primeiros a chegar ao Brasil e nosso propósito é fazer com que o país se torne uma das referências mundiais em cirurgias do joelho, com o auxílio das nossas soluções. Por isso, seguimos trabalhando para levar o Rosa® aos demais estados, em um futuro breve”, conclui Thais Carneiro Martins, gerente de produtos da Zimmer Biomet Brasil.

ROSA® Knee

O ROSA® Knee é um sistema cirúrgico assistido por robô, projetado para ajudar os cirurgiões na realização da cirurgia de substituição total do joelho, com recursos para auxiliar nas ressecções ósseas, bem como avaliar o estado dos tecidos moles para facilitar o posicionamento do implante no período intraoperatório. O sistema fornece uma análise contínua de dados para auxiliar na tomada de decisões complexas e permite que os cirurgiões usem a tecnologia de computador e software para posicionar instrumentos cirúrgicos, permitindo grande precisão durante os procedimentos. O ROSA® Knee apresenta o protocolo de imagem X-Atlas™ – que fornece imagens pré-operatórias baseadas em raios X para criar um modelo 3D e plano da anatomia óssea de um paciente – e mapeamento intraoperatório em tempo real da anatomia e movimento de um paciente, para ajudar os cirurgiões a personalizarem procedimentos e otimizarem a colocação do implante.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.